Notícias

14.07.2014

Voltar pra casa sempre é bom, relembrar uma boa surf trip é melhor ainda.

Voltar pra casa sempre é bom, relembrar uma boa surf trip é melhor ainda.

Com o som das ondas quebrando era impossível não ir correndo ao surf


Dia 19 de junho era a data marcada para sairmos de Recife até que recebemos um comunicados pela companhia que o voo seria cancelado e nossa ida seria adiada. É as coisas não estavam começando bem, afinal estava todo mundo programado para viajar naquele dia.

Então Eu, Clemente Coutinho e Gabriel Farias partimos no dia seguinte até o destino combinado para encontrarmos com Luel Felipe que já estava no México na companhia do local Yoni. O mexicano super gente boa que no ano anterior conhecemos em Los Cabos foi o nosso guia da temporada, assim podemos conhecer cada lugar já que o mesmo surfa aquelas ondas há mais de 20 anos. Como Yoni mesmo costumava dizer " Las olas son Chingon " Expressão usada pelos Mexicanos para dizer que as ondas estão muitos boas. 

Chegando no destino as boas vindas foi da melhor maneira, as ondas estavam tubulares como sempre e o vento era parado até o meio do dia, era incrível você ir dormir sabendo que nó outro dia tubos perfeitos estarão na frente da sua casa. A comida local era baseada no “Pescado” mais também tinham os tradicionais como guacamole, burritos, tortilhas e Quesadillas.

Clemente Coutinho usou da sua experiência para registrar cada momento que estará estampado em breve em alguma revista especializada. Começando nesse meio pude observar a forma que ele trabalha e aprender um pouco sobre fotografia e vídeo. Após 16 dias de surf em ondas perfeitas era a hora de deixar o relax da surf trip e voltar a testar os nervos nas competições.

Clemente retornou ou Brasil enquanto Eu , luel e Gabriel fomos a Acapulco. Era uma etapa de nível 4 estrelas na praia do Revolcadero, local onde foi realizado o evento no ano anterior.

Com o enfraquecimento nos calendários no ano de 2014 de todas as entidades do surf, O evento teve um número maior do que o normal alcançando aos 172 surfistas de diferentes nacionalidades, todos em busca de uma melhor posição no ranking. O evento foi vencido pelo americano Luke Davis, enquanto eu, Luel e Gabriel fomos eliminados na sexta, quinta e terceira fase respectivamente.

Depois de alguns dias recebemos do nosso agente de viagem a notícia que a companhia aérea iria nos compensar com um voucher de outro voo para o México devido ao cancelamento do voo na ida.  A principio não temos data marcada, afinal não será nada mau surfar aquelas ondas Chingon novamente.
 
Por - Alan Donato

 
 
 
 
+ News
Topo
  Carregando...