Notícias

21.02.2018

Douglas Silva e suas expectativas para 2018

Douglas Silva e suas expectativas para 2018

Douglas Silva cheio de estilo em Teahupoo. Foto: Ben Thouard.

O atleta do Seaway Team, Douglas Silva, está projetando suas expectativas para o ano de 2018, depois de um 2017 com alguns bons resultados nas competições e uma surf trip no Tahiti, ele já está focado nos treinos da pré temporada e vai com tudo para mais um ano de competições e produção de imagens em surf trips pelo mundo.

Imagem inline 1

Conversamos com Dodô para saber mais sobre seus planos para 2018, confira o bate papo com o atleta:

Quais são suas atividades atualmente?
"Minhas atividades do dia a dia são fazer treinos funcionais, treinos técnicos para as baterias e físicos para manter o condicionamento, tento surfar duas vezes por dia e nas horas vagas faço caça submarina."


Douglas Silva sobrevoando a vala do Borete.

Quais os primeiros eventos que você pretende participar?
"Em Abril e Maio pretendo participar dos eventos QS 1.500 Krui Pro e Mentawai Pro, que estão para ser confirmados, ambos na Indonésia, mas se não forem confirmados, vou para o QS 1.500 em Mar Del Plata, na Argentina."


Douglas Silva no São Sebastião Pro 2017. Foto: WSL / Daniel Smorigo.

Quais são suas expectativas para o ano de 2018?
"As expectativas são as melhores, pretendo fazer pelo menos duas surf trips esse ano, uma no México e outra na Indonésia, cada uma com duração de no mínimo 2 meses. Estou focado não só nas competições mas também em produzir conteúdos para a Seaway e mídias especializadas. Nas competições a expectativa é de competir pelo menos em 4 QS, eventos nacionais e regionais."

Imagem inline 2
Douglas Silva entubando relaxado no México. Foto: Pedro Tojal.

Quais picos você pretende visitar pelo mundo neste ano?
"Pretendo visitar a Indonésia e o México, pois lá posso aperfeiçoar meu surf mais ainda em várias condições... Quero treinar e estar preparado para qualquer tipo de condição de surf, mar perfeito, mar ruim, tubular ou ondas gigantes."


Douglas Silva em Greenbush, Indonésia. 

De todas as etapas do QS Tour, onde você tem mais vontade de competir e porquê?
"Gostaria de participar das etapas na Argentina, Estados Unidos e Chile. Argentina por ter ondas parecidas com Maracaipe, de onde eu sou e conheço bem o tipo de onda; Estados Unidos por sempre proporcionar boas ondas nas etapas e também por ter uma energia muito boa; Chile por ter a etapa de Arica que é uma onda tubular e pesada, onde meu surf encaixa bem, sempre fui encantado por esse pico, fora a culinária e cultura locais que são muito legais."


Douglas Silva treinando forte na vala do Borete, Porto de Galinhas. 
+ News
Topo
  Carregando...